Júri Prêmio Jabuti Acadêmico

Conheça o corpo de jurados do Prêmio Jabuti Acadêmico 2024.
 

Ciência e Cultura

Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo


Foto: Divulgação

Márcio Machado

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq, possui graduação em Ciências Contábeis e em Estatística, mestrado em Administração, pela Universidade Federal da Paraíba, doutorado em administração, pela Universidade de Brasília - UNB e pós-doutorado em Finanças pela Universidade de Queensland. Atualmente, é professor associado do Departamento de Administração da UFPB, onde foi pró-reitor de Administração e é coordenador da área de Finanças, e docente e orientador nos cursos de mestrado e doutorado dos Programas de Pós-Graduação em Administração (PPGA) e em Contabilidade (PPGCC). Recebeu premiações de melhor trabalho em diversos congressos nacionais e como orientador de dissertação de mestrado premiada na Anbima. Atualmente, é o coordenador da Área de Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo na CAPES.






Foto: Divulgação

Paula Schommer

Professora de Administração Pública e líder do grupo de pesquisa Politeia, na Universidade do Estado de Santa Catarina. Sua formação inclui o estágio pós-doutoral junto ao Centro Interdisciplinario de Estudios sobre el Desarrollo de La Universidad de los Andes, o doutorado em administração de empresas pela Fundação Getulio Vargas, o mestrado em administração pela Universidade Federal da Bahia e a graduação em Administração de Empresas pela Universidade de Caxias do Sul. Integra diversas organizações, redes e conselhos acadêmicos, governamentais e da sociedade civil, nacionais e internacionais. Entre seus temas de interesse, estão: coprodução do bem público, accountability, governo aberto, equidade em serviços públicos, gestão social e desenvolvimento socioterritorial.






Foto: Divulgação

Sandro Cabral

Professor titular de Estratégia e Gestão Pública no Insper e professor licenciado da Escola de Administração da UFBA. É editor associado do Academy of Management Perspectives e membro do comitê editorial do Strategic Management Journal e do Journal of Public Administration Research and Theory. Sua pesquisa busca compreender os determinantes de desempenho decorrentes de escolhas estratégicas em organizações e como estratégias podem conciliar objetivos econômicos e sociais em empresas, governos e organizações na interface público-privada. Vem publicando suas pesquisas nos principais periódicos internacionais das áreas de Estratégia e Administração Pública e é autor do livro “Strategy for Public and Nonprofit Organizations” (Palgrave Macmillan, no prelo).






Antropologia, Sociologia, Demografia, Ciência Política e Relações Internacionais


Foto: Divulgação

César Barreira

Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Ceará (1972), mestre em Sociologia pela Universidade de Brasília (1977), doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo (1987) e com pós-doutorado pela École des Hautes Études en Sciences Sociales - Paris (1990) e pós-doutorado pelo Instituto de Ciências Sociais - Lisboa (2008). Professor titular do Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFC e fundador do Laboratório de Estudos da Violência da UFC. Pesquisador do CNPq (nível I-A), líder do Grupo de Pesquisa em Poder, Violência e Cidadania do CNPq e coordenador do Instituto Nacional de Violência, Poder e Segurança Pública (INViPS 2023-2029). Diretor do Colégio de Estudos Avançados da UFC (2016 - 2021), diretor da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais (1986-1988), presidente (2001- 2003) da Sociedade Brasileira de Sociologia e membro do Comitê Deliberativo do CNPq (2010-2015) e do Conselho Diretivo do CLACSO (2012-2016).






Foto: Divulgação

Maria Rosário de Carvalho

Doutora em Antropologia Social pela Universidade de São Paulo, professora titular da Universidade Federal da Bahia/Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas/Departamento de Antropologia e Etnologia e bolsista de Produtividade de Pesquisa 1 do CNPq. Coordenadora do Programa de Pesquisas Povos Indígenas do Nordeste Brasileiro (PINEB)/UFBA. Compõe o Comitê Científico da ANPOCS (2023-2024), o Conselho Científico da Associação Brasileira de Antropologia (ABA) (2023- ) e o Comitê Assessor-Antropologia do CNPq (2023-2026). Dedica-se especialmente às áreas da teoria antropológica e antropologia histórica, e aos temas da etnicidade, relações raciais e insurgências étnicas.






Foto: Divulgação

Marilene Corrêa

Professora titular da Universidade Federal do Amazonas, mestre em Ciências Sociais pela PUC-SP (1989), doutora em Ciências Sociais pela Unicamp (1997). Pós-doutorado na Université de CAEN (França) e na UNESCO (2001-2002), pós-doutorado na Université Gustave Eiffel (2021-2022). Orientadora de mestrado e doutorado dos Programas de Pós-Graduação Sociedade e Cultura na Amazônia, Sociologia, e do Programa Ciências do Ambiente e Sustentabilidade da Amazônia. Secretária de Estado de Ciência e Tecnologia do Amazonas (2003-2007), foi reitora da Universidade do Estado do Amazonas (maio de 2007- março de 2010). É membro do Conselho Editorial da Jornal Ciência Hoje (2013-atual), membro da Diretoria da SBPC até 2025. Membro e ex-presidente do Instituto Geográfico e Histórico do Amazonas, membro da Academia Amazonense de Letras, autora de vários livros e artigos.






Arquitetura, Urbanismo, Design e Planejamento Urbano e Regional


Foto: Divulgação

Arivaldo Leão de Amorim

Engenheiro civil (1977) e arquiteto (1982) pela Universidade Federal da Bahia, e especialista em Gerenciamento de Transportes Urbanos (1986) pela mesma Universidade. É mestre (1990) e doutor (1997) em Engenharia de Transportes, respectivamente nas áreas de concentração em projeto e construção de vias de transporte e em informações espaciais, pela Universidade de São Paulo. É especialista em Aplicações Pedagógicas dos Computadores (1998), pela Universidade Católica do Salvador. Realizou pós-doutorado na Università Politecnica della Marche (UNIVPM), na Itália (2014) e no Karlsruhe Institute of Technology (KIT) na Alemanha (2015). Atualmente é professor titular (aposentado) da Faculdade de Arquitetura da Universidade Federal da Bahia, com interesse em tecnologias digitais aplicadas à Arquitetura e ao Urbanismo, nas seguintes áreas: planejamento urbano, infraestrutura urbana, projeto auxiliado por computador, modelagem da informação da construção, modelagem da informação da cidade, cidades inteligentes e documentação arquitetônica.






Foto: Divulgação

Laís Bronstein

Professora do Departamento de Arquitetura e Urbanismo da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-Rio). Doutora em Teoria e História da Arquitetura pela Universitat Politècnica de Catalunya (ETSAB-UPC, 2002). Possui graduação em Arquitetura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ, 1987) e mestrado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (USP, 1996). Atuou como professora e pesquisadora do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura da Universidade Federal do Rio de Janeiro (2002-2022). É coorganizadora da série de livros “Leituras em Teoria da Arquitetura” (1. Conceitos; 2. Textos; 3. Objetos; 4. Autores). Trabalha com temas de teoria e crítica da arquitetura, com ênfase na produção contemporânea.






Foto: Divulgação

Márcio Valença

Professor titular (aposentado) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte – UFRN, do Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo – PPGAU-UFRN e pesquisador do Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra – CES-UC. Foi presidente da ANPUR (2019-2021) e é bolsista PQ-1B do CNPq. Publicou mais de 100 capítulos de livros e artigos em revistas acadêmicas internacionais e nacionais. Publicou quatro livros autorais e organizou outros 14 livros. Foi editor-convidado de seis números especiais de revistas acadêmicas, entre elas GEOFORUM, Cadernos Metrópole, RBEUR e RISCO.






Artes


Foto: Divulgação

Antonia Pereira Bezerra

Atriz e dramaturga, graduada em Licenciatura em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia (1992), mestre (DEA) em Litterature Française pela Université de Toulouse II, Le Mirail (1994), doutora em Lettres Modernes pela Université de Toulouse II, Le Mirail (1999) com pós-doutorado em Dramaturgia pela Université du Québec à Montréal-UQAM (2006). Coordenou a Área de Artes/Música na CAPES de abril de 2011 a abril de 2018. Atualmente é representante da área de Artes Cênicas no Comitê Assessor do CNPq e coordenadora da Área Ciências e Humanidades para Educação Básica, na CAPES; professora titular da Universidade Federal da Bahia; lidera o Grupo de Estudos em Teatro do Oprimido e participa do DRAMATIS - Grupo de Pesquisa sobre Dramaturgia e novas mídias.






Foto: Divulgação

Didier Guigue

Musicólogo, atuou como professor titular no Departamento de Música da UFPB (João Pessoa), onde continua orientando no Programa de Pós-Graduação. É pesquisador sênior no CNPq. Sua atuação é vista em um consistente número de projetos de pesquisa, publicações e comunicações no Brasil e no exterior. Nesta produção se destaca o livro “Estética da Sonoridade” (Ed. Perspectiva, 2011). Compositor, procura investir em modalidades alternativas de concepção, realização ou disseminação do objeto musical. Membro do coletivo Artesanato Furioso (PB), tem colaborado com artistas de várias cenas e expressões. Sua discografia recente inclui os álbuns monográficos “É tudo verdade” (Hominis Canidae) e “Quatre Fois” (End Titles). Em parceria com Helayne Cristini, enveredou em 2023 na escrita de ficção com o romance “O som de quem te ama” (Ed. Urutau).






Foto: Divulgação

Maria Berbara

Doutora pela Universidade de Hamburgo e professora de História da Arte na UERJ. Especializou-se em arte italiana e ibérica produzida entre os séculos XV e XVII, assim como em história cultural, globalismo e intercâmbios intelectuais no mundo atlântico. Atualmente pesquisa a história da França Antártica; a imagem global dos Tupinambá; a construção cartográfica da Amazônia e a relação entre arte, doenças e processos de conversão durante a primeira modernidade. Seus projetos individuais e coletivos de pesquisa foram financiados pela Fundação Getty e Getty Research Institute; Villa I Tatti, The Harvard Center for Italian Renaissance Studies; Deutscher Akademischer Austauschdienst (Alemanha); Institut National d’Histoire de l’Art (França); FAPESP; FAPERJ; CNPq e CAPES.






Astronomia e Física


Foto: Divulgação

Katemari Rosa

Graduada em Física pela UFRGS, mestre em Ensino, Filosofia e História das Ciências pela UFBA, mestre em Science Education pelo Teachers College e doutora em Science Education pela Columbia University. Atualmente, é professora no Instituto de Física da UFBA e coordenadora de Programas e Projetos na Pró-Reitoria de Extensão na mesma instituição. A pesquisadora integra o conselho da Sociedade Brasileira de Física, é membro da American Association of Physics Teachers, American Physical Society e Associação Brasileira de Pesquisadoras Negras e Negros. Seus interesses de pesquisa incluem as intersecções de gênero, sexualidade, raça, etnia e status socioeconômico na construção e no ensino de ciências.






Foto: Divulgação

Luís Carlos Bassalo Crispino

Possui graduação (1992) em Física pela Universidade de São Paulo, mestrado e doutorado em Física pelo Instituto de Física Teórica da Universidade Estadual Paulista. É professor titular e coordenador do Programa de Pós-Graduação em Física (PPGF) da Universidade Federal do Pará (UFPA), membro titular da Academia Brasileira de Ciências e membro do Conselho da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. Foi coordenador do PPGF/UFPA, membro afiliado da Academia Brasileira de Ciências, membro do Conselho da Sociedade Brasileira de Física - SBF, do Conselho da Editora da UFPA, do Conselho Superior da Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisa do Pará - FAPESPA, do Conselho Diretor da Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa - FADESP, e membro associado do Abdus Salam International Centre for Theoretical Physics, na Itália. Atua como revisor de periódicos internacionais, como Nature Physics, Physical Review Letters, Physical Review D e Classical and Quantum Gravity. Tem experiência na área de Física, com ênfase em Teoria Geral de Partículas e Campos, atuando principalmente nos seguintes temas: Teoria Quântica de Campos em Espaços-Tempos Curvos, Buracos Negros e Análogos, Emissão de Radiação por Cargas Aceleradas. Atua também nas áreas de divulgação científica (vencedor do Prêmio Ernesto Hamburger - Edição 2020, Sociedade Brasileira de Física) e História da Ciência e da Tecnologia na Amazônia (vencedor do Prêmio CLIO de História - Edição 2007, Academia Paulistana da História).






Foto: Divulgação

Thaisa Storchi Bergmann

Pesquisadora, professora e orientadora da pós-graduação do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre. É membro da Academia Brasileira de Ciências, da academia mundial de ciências (TWAS), e pesquisadora IA do CNPq. Em 2015 recebeu o Prêmio L’Oréal/UNESCO For Women in Science, e em 2018 a Medalha Nacional do Mérito Científico, pelo seu trabalho no estudo dos Buracos Negros Supermassivos e sua interação com as galáxias, ainda o tema central de sua pesquisa. Recentemente publicou livro de divulgação científica no qual conta a história dos Buracos Negros dentro da história do Universo e um pouco de sua própria história ao estudá-los: “MyNews Explica Buracos Negros”.






Ciência da Computação


Foto: Divulgação

Celina de Figueiredo

Chegou na UFRJ em 1987 quando iniciou o seu doutorado no PESC sob a orientação do professor Jayme Szwarcfiter. Começou em 1989 sua carreira docente como professora assistente no Instituto de Matemática e é professora titular da COPPE desde 2011. Foi eleita para a Academia Brasileira de Ciências em 2022. Celina é grata aos seus alunos. Os seus 120 artigos em periódicos internacionais, ao longo de 30 anos como doutora, são na maioria em coautoria com eles.






Foto: Divulgação

Joel José Puga Coelho Rodrigues

Cientista de carreira com muita experiência de mercado enquanto empresário. É professor (PhD, duas livre-docências) em universidades europeias, asiáticas e brasileiras (Inatel, UFPI). Número 1 dos cientistas Top em computação no Brasil, um Highly Cited Researcher (0,1% dos melhores cientistas do mundo), entre os 2% dos melhores cientistas do mundo (estudo da Universidade de Stanford, EUA), bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq (PQ-1D). É o editor-chefe do periódico International Journal on E-Health and Medical Communications, coautor de mais de 1250 publicações científicas com mais de 47000 citações e um H-index 113. Participou de diversas diretorias em órgãos internacionais como o IEEE e recebeu inúmeras distinções e premiações internacionais. É Fellow da AAIA e do IEEE, a maior organização técnica e profissional dedicada ao avanço da tecnologia para o progresso da humanidade.






Foto: Divulgação

Ricardo Anido

Cursou Engenharia Mecânica-Aeronáutica no ITA, fez mestrado em Ciência da Computação no Departamento de Ciência da Computação na Unicamp e doutorado no Imperial College, Londres. Fez estágios de pós-doutoramento no Télécom SudParis (França) e no Imperial College. Sua pesquisa concentra-se na área de sistemas de computação, principalmente em sistemas e algoritmos distribuídos. Foi membro da Comissão de Computação e Informática da SESu/MEC e do Comitê de Computação da CAPES. Foi diretor do Instituto de Computação da Unicamp, chefe de Gabinete Adjunto da Reitoria da Unicamp e subsecretário de Ensino Superior do Estado de São Paulo. É o coordenador nacional da Olimpíada Brasileira de Informática desde a sua criação, em 1999.






Ciência de Alimentos e Nutrição


Foto: Divulgação

Alicia Kowaltowski

Formou-se em Medicina na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e possui um PhD em Ciências Médicas, sob a supervisão do Prof. Anibal Vercesi (Unicamp) e Gary Fiskum (Universidade de Maryland). Fez pós-doutorado no Oregon Graduate Institute, EUA, orientada pelo Prof. Keith D. Garlid. É professora titular de Bioquímica na Universidade de São Paulo, Brasil, onde dirige o Laboratório de Metabolismo Energético. Autora de cerca de 200 publicações internacionais revisadas por pares em revistas especializadas, com alta visibilidade internacional. Além de ser ativa na disseminação científica, escreveu dois livros para o público em geral e contribui com uma coluna bimestral em um jornal nacional (Nexo Jornal). É Fellow e ex-vice-presidente da Society for Redox Biology and Medicine, Fellow da John Simon Guggenheim Memorial Foundation e membro da Academia Brasileira de Ciências. Recebeu o Prêmio Internacional L´Oréal-UNESCO para mulheres na Ciência 2024. Seu trabalho foca no metabolismo energético mitocondrial, incluindo transporte de íons mitocondriais e estado redox, como o metabolismo energético é impactado por intervenções dietéticas e como a função mitocondrial influencia doenças relacionadas à idade.






Foto: Divulgação

Ana Paula Trussardi Fayh

Possui graduação em Nutrição e em Educação Física. É especialista em Fisiologia do Exercício e em Nutrição Esportiva, mestre em Ciências do Movimento Humano e doutora em Ciências Médicas. Atualmente, é professora associada III, atuando no Curso de graduação em Nutrição e orientando alunos de mestrado e doutorado nos Programas de Pós-Graduação Stricto Sensu em Nutrição e em Ciências da Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte. É bolsista de Produtividade em Pesquisa pelo CNPq e líder do Grupo de Estudos em Metabolismo, Exercício e Nutrição (GEMEN). Mãe do Felipe (7 anos), do Vicente (5 anos) e das gêmeas Gabriela e Mariana (3 anos). Tem interesse especial nos seguintes temas: composição corporal, sarcopenia e câncer.






Foto: Divulgação

Mirna Lucia Gigante

Graduada em Engenheira de Alimentos (Centro Universitário da Fundação Educacional de Barretos), com mestrado e doutorado em Tecnologia de Alimentos pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), pós-doutorado no Department of Nutrition and Food Sciences da University of Vermont, Burlington, VT/USA e estágio de pesquisa no Bioactive and Bioproducts Research Laboratory, do Centro de Biotecnologia e Química Fina da Escola Superior de Biotecnologia, da Universidade Católica Portuguesa, Porto, Portugal. Atualmente, é professora associada II, livre-docente no Departamento de Engenharia e Tecnologia de Alimentos da Faculdade de Engenharia de Alimentos/Unicamp. É bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2 e coordenadora do Grupo de Pesquisa Sustentabilidade e saudabilidade na cadeia produtiva do leite e produtos lácteos, que atua nas áreas de interações proteicas, modificação da gordura do leite para aplicações tecnológicas e qualidade e segurança na cadeia de produção de leite e produtos lácteos.






Ciências Agrárias e Ciências Ambientais


Foto: Divulgação

Henri Acselrad

Doutor em Economia Pública e Organização do Território pela Universidade de Paris I, professor titular aposentado do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano e Regional da UFRJ e pesquisador 1A do CNPq. Foi editor dos Cadernos IPPUR/UFRJ (1998-2004) e da Revista Brasileira de Estudos Urbanos e Regionais (2004-2007). É membro do comitê editorial da revista Planning Theory, coautor do livro “O que é justiça ambiental” (2009) e organizador dos livros “Conflitos Ambientais no Brasil” (2004), “Politicas territoriais, empresas e comunidades - o neoextrativismo e a gestão empresarial do ‘social’” (2018), “Neoextrativismo e autoritarismo – afinidades e convergências” (2022) e coorganizador do “Dialogues in Urban and Regional Planning, Volume 2” (2006). Foi duas vezes agraciado com o Prêmio Milton Santos de melhor artigo pela Associação de Pesquisa e Pós-graduação em Planejamento Urbano e Regional (2003 e 2013).






Foto: Divulgação

Ima Célia Guimarães Vieira

Formada em Agronomia pela Universidade Federal Rural da Amazônia-UFRA. Mestrado em Genética e Melhoramento de Plantas pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz -USP e doutorado em Ecologia pela University of Stirling, Escócia. É pesquisadora titular do Museu Paraense Emilio Goeldi, do qual foi diretora na gestão 2005-2009. Atua como docente permanente nos programas de Pós-Graduação de Ciências Ambientais e em Botânica, no Pará. Possui cerca de 200 trabalhos publicados em revistas nacionais e internacionais. Recebeu a Comenda Mulher Cientista do Governo do Pará em 2019. Foi presidente do Conselho Curador da EBC e do Conselho de Administração do Instituto Mamirauá. É membro da Academia Brasileira de Ciências e pesquisadora 1B do CNPq. Atualmente exerce o cargo de assessora da Presidência da Finep.






Foto: Divulgação

Luís Reynaldo Ferracciú Alleoni

Engenheiro agrônomo formado pela Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ), da Universidade de São Paulo (USP) em 1985, doutor (1996) em Solos e Nutrição de Plantas e livre-docente em Química do Solo (2000) pela ESALQ/USP, com pós-doutorado pela Universidade da Florida, EUA (2005/2006). Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1A do CNPq, é professor titular do Departamento de Ciência do Solo, coordenador do Programa SolloAgro de Educação Continuada em Agricultura Sustentável e da Central Multiusuário de Análises Ambientais da ESALQ, além de membro titular do Conselho Deliberativo do Instituto de Estudos Avançados da USP. Foi coordenador da Câmara de Cursos de Extensão da USP e vice-presidente da Associação Brasileira de Editores Científicos. Atua na área de manejo da fertilidade do solo e comportamento de elementos potencialmente tóxicos no ambiente, assim como na área de redação e comunicação científica.






Ciências Biológicas, Biodiversidade e Biotecnologia


Foto: Divulgação

Débora Foguel

Bióloga pela UFRJ e doutora pela mesma Universidade. Atualmente é professora titular do Instituto de Bioquímica Médica Leopoldo de Meis da UFRJ, coordenadora da Rede de Ciências para Educação e pesquisadora do Centro de Estudo Sociedade, Ciência e Universidade. Já publicou mais de 120 artigos, orientou 28 dissertações de mestrado e 16 teses de doutorado. É cientista do Nosso Estado pela FAPERJ, membro da Academia Brasileira de Ciências, da Academia do Mundo em Desenvolvimento e pesquisadora 1A do CNPq. Foi agraciada com a Ordem Grã-Cruz do Mérito Científico e recebeu os Prêmios Nise da Silveira para Mulheres na Ciência (prefeitura do RJ) e Mietta Santiago (Câmara dos Deputados). Foi editora da Revista Ciência Hoje e Ciência Hoje das Crianças. Dra. Foguel foi diretora do Instituto de Bioquímica Médica da UFRJ, presidente da Sociedade Brasileira de Bioquímica; pró-reitora de Pós-Graduação e Pesquisa da UFRJ.






Foto: Divulgação

Neusa Hamada

Pesquisadora titular do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - INPA (MCTI), Amazonas. Possui graduação em Ciências Biológicas (UNESP - São José do Rio Preto), mestrado e doutorado em Entomologia, no INPA e na Clemson University, EUA, respectivamente. É coordenadora do Curso de Pós-Graduação em Entomologia do INPA e orienta alunos da graduação e pós-graduação (mestrado e doutorado). No INPA, é membro do Conselho da Coordenação de Biodiversidade e membro do Comitê de Pré-Enquadramento do Programa de Capacitação Institucional. Em 2023 foi eleita para integrar a Academia Brasileira de Ciências (ABC) como membro titular. Tem experiência na área de Zoologia, atuando nos seguintes temas: insetos aquáticos, taxonomia, Amazônia, biologia, biodiversidade, estrutura de comunidade, avaliação de impactos sobre a biodiversidade, divulgação e popularização da Ciência.






Foto: Divulgação

Samuel Goldenberg

Pesquisador emérito da Fiocruz, tendo tido sua formação na Universidade de Brasília (bacharelado e mestrado), e doutorado na Universidade de Paris VII, na área de Biologia Molecular. É membro da Academia Brasileira de Ciências, foi presidente da Sociedade Brasileira de Genética (SBG) e da Sociedade Brasileira de Protozoologia (SBPz). Foi agraciado com a Ordem do Mérito Científico (classes Comendador e Grã-Cruz) e com a Ordem do Mérito Médico. Foi agraciado com o Prêmio Almirante Álvaro Alberto (CNPq) e com a Medalha Samuel Pessoa (SBPz). Atualmente é conselheiro da SBPC.






Ciências da Religião e Teologia


Foto: Divulgação

Breno Martins Campos

Pós-doutor em Ciência da Religião pela Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), doutor em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), mestre em Ciências da Religião pela Universidade Metodista de São Paulo (UMESP). É bacharel e licenciado em Ciências Sociais pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), bacharel em Teologia pelo Seminário Presbiteriano do Sul (SPS), com integralização de créditos e validação de diploma pela Escola Superior de Teologia (Faculdades EST). É professor no Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Ciências da Religião e na Faculdade de Ciências Sociais da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), além de ser editor-adjunto da Revista Reflexão.






Foto: Divulgação

Dilaine Soares Sampaio

Professora associada do Departamento de Ciências das Religiões da Universidade Federal da Paraíba - UFPB. Historiadora, especialista, mestre e doutora em Ciência da Religião pela Universidade Federal de Juiz de Fora. É líder do Raízes - grupo de estudo e pesquisa sobre religiões mediúnicas, na linha de religiões afro-brasileiras, certificado pelo CNPq. Foi coordenadora adjunta da Área de Ciência das Religiões e Teologia na CAPES. Possui diversos livros, capítulos e artigos publicados. Dentre eles, destacam-se: "De fora do Terreiro: uma análise do discurso católico e kardecista sobre a Umbanda”; "Àròyé: um estudo histórico-antropológico do debate entre discursos católicos e do candomblé no pós-Vaticano II”, ambos pela Editora da UFPB. Em coautoria publicou "Narrativas Míticas: análise das histórias que as religiões contam”, pela Editora Vozes, com Emerson Sena da Silveira e "Los estúdios em Ciencias de Las Religiones en Brasil y Espana", em coautoria com Fernando Amérigo Cuervo-Arango, Enrique Marinas e Flávio Senra pela Guilhermo Escolar Editor.






Foto: Divulgação

Gilbraz de Souza Aragão

Trabalha na Universidade Católica de Pernambuco (Unicap) desde 1991, sendo hoje professor titular e pesquisador nos Programas de Pós-Graduação em Ciências da Religião e em Teologia. É também colaborador no Programa de Pós em Ciências das Religiões da UFPB. Doutor em Teologia pela PUC-RJ (2004) e mestre pela Pontifícia Faculdade de Teologia de São Paulo (1994), graduado em Filosofia e Teologia. É coordenador do Grupo de Pesquisa interuniversitário sobre Espiritualidades, Pluralidade e Diálogo (CNPq), desde 2009, e do Observatório Transdisciplinar das Religiões no Recife, a partir de 2005. Mantém pesquisa sobre teologia cristã e diálogo inter-religioso, transdisciplinaridade e estudos de religião.






Comunicação e Informação


Foto: Divulgação

Claudia Irene De Quadros

Professora do PPGCOM-UFPR. Trabalhou como jornalista e relações-públicas antes de ingressar na academia. Tem doutorado em Comunicação pela Universidad de La Laguna, com pós-doutorado pela Universidade Pompeu Fabra e Universidade da Beira Interior. Já foi vice-presidente e diretora científica da Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor) e coordenadora do GT de Estudos de Jornalismo da Compós. É coordenadora do grupo de pesquisa Com21, orientadora da Agência Escola UFPR e coordenadora do curso de Relações Públicas da UFPR.






Foto: Divulgação

Rogério Christofoletti

Professor da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e pesquisador do CNPq. Nos últimos 25 anos, desenvolveu pesquisas financiadas por Unesco, UOL, CNPq, CAPES, EBC e DAAD. É membro do Observatório da Violência contra Jornalistas e Comunicadores do Ministério da Justiça e Segurança Pública. É editor da revista E-Compós e integra o GT de Ética do Fórum de Ciências Humanas, Sociais, Sociais Aplicadas, Letras, Linguística e Artes. Foi vice-presidente do Sindicato dos Jornalistas de Santa Catarina (2002-2004), consultor do projeto Media Ownership Monitor (Repórteres Sem Fronteiras/Intervozes, 2017) e em 2010, venceu o Prêmio Luiz Beltrão/Intercom na categoria Liderança Emergente. Escreveu e editou 15 livros sobre Comunicação e Jornalismo.






Foto: Divulgação

Suzana Barbosa

Professora associada III do Departamento de Comunicação e do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas (PósCom) da Faculdade de Comunicação da Universidade Federal da Bahia (FACOM | UFBA). É investigadora e atual líder do Grupo de Pesquisa em Jornalismo On-Line (GJOL) e do Projeto #AcesseJOR: protocolo de inovação social para o jornalismo digital (CNPq/MCTI/FNDCT No.18/2021 - Faixa A). Foi diretora da FACOM | UFBA por dois mandatos consecutivos (2013 a 2021). Coordena o GT Estudos de Jornalismo da Compós (Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação). É atual vice-coordenadora do PósCom | UFBA. Áreas de pesquisa: jornalismo digital, jornalismo em base de dados, inovação no jornalismo, plataformização do jornalismo.






Direito


Foto: Divulgação

Andreas Krell

Nasceu em Berlim (Ocidental), na Alemanha, onde obteve o título Doctor Juris na Freie Universität Berlin, em 1993. Desde 1995, é Professor de Direito Ambiental e Constitucional da UFAL, desde 2019, como Professor Titular. Já ocupou repetidas vezes os cargos de Diretor da Faculdade de Direito da UFAL e de Coordenador do Mestrado em Direito. Desde 1996, é professor colaborador do Programa de Pós-Graduação em Direito (Mestrado e Doutorado) da Faculdade de Direito do Recife (UFPE). É titular de uma bolsa de Produtividade em Pesquisa do CNPq (PQ - nível 1A); no Comitê Assessor deste órgão, foi representante da área do Direito (2010-13). Também integrou o Comitê de Avaliação da CAPES na área do Direito. Publicou vários livros e artigos nas áreas temáticas do Direito Constitucional, Ambiental e Administrativo, além da Teoria do Direito (hermenêutica e interpretação jurídica).






Foto: Divulgação

Bianca Tavolari

Professora de Direito na FGV Direito São Paulo. É pesquisadora e coordenadora de seminários do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento - CEBRAP. É principal investigator do Maria Sibylla Merian Centre - Mecila, instituição da qual também é diretora brasileira, com mandato de abril de 2024 a setembro de 2025. Coordena a sessão "As cidades e as coisas" na revista Quatro Cinco Um. Integra os Conselhos Consultivos da Frente Parlamentar pelos Centros Urbanos, do Instituto dos Arquitetos do Brasil - IAB-SP e do Instituto Pólis. Foi professora do Insper entre 2018 e 2023, onde coordenou o Núcleo de Questões Urbanas e co-cordenou o Observatório do Plano Diretor. Foi professora visitante na Universidade de St. Gallen, na Suíça. É doutora, mestre e graduada em Direito pela Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo; é também graduada em Filosofia pela Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.






Foto: Divulgação

Maria do Carmo Rebouças dos Santos

Professora de Direito da Universidade Federal do Sul de Bahía e pró-reitora de Pesquisa e Pós-Graduação. Doutora em Desenvolvimento, Sociedade e Cooperação Internacional pelo Centro de Estudos Avançados e Multidisciplinares da Universidade de Brasília. Especialista em Estado, Governo e Políticas Públicas pelo Instituto de Ciência Política da UnB. E em Direitos Humanos pela Universidade do Estado da Bahia. É membra da Rede de Mulheres Constitucionalistas da América Latina, do Observatório de Constitucionalismo Crítico de América Latina e da Rede de Estudos Empíricos em Direito; líder do Grupo de Pesquisa Usos Emancipatórios do Direito (UFSB/CNPq) e vice-líder do Grupo de Pesquisa Pensamento Negro Contemporâneo (UFSB/CNPq); membra do Conselho Editorial da Editora da Universidade Federal da Integração Latino-Americana (EDUNILA). Criadora e coordenadora do selo literário Pensamento Negro Contemporâneo e consultora e docente da Escola Nacional de Administração Pública. Foi advogada especialista da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) da Organização dos Estados Americanos, tendo sido a primeira advogada da Relatoria sobre os Direitos dos Afrodescendentes e contra a Discriminação Racial da CIDH. Foi funcionária das Nações Unidas nas áreas de Justiça, Segurança Pública e ponto focal para Raça e Gênero. Foi diretora de Cooperação Internacional da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e condecorada pela Casa dos Representantes e do Senado do Estado de South Carolina dos EUA pela dedicação pessoal e profissional para a proteção dos direitos humanos particularmente no tema racial. Autora de livros e artigos nas áreas de Direito Constitucional, Desenvolvimento, Cooperação Internacional, Relações Raciais, Direitos Humanos e Administração Pública.






Economia


Foto: Divulgação

Fabiana Rocha

Bacharel em Economia pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), mestre em Economia pela Universidade de São Paulo (USP) e doutora em Economia pela Universidade de Illinois em Urbana-Champaign. Atualmente é professora titular de Economia da Universidade de São Paulo e pesquisadora dos grupos Laboratório de Economia do Setor Público (LabPub) e EconomistAs. Atua ainda como membro do comitê assessor da área de Economia da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) e do Conselho de Assessoramento Técnico (CAT) da Instituição Fiscal Independente (IFI) do Senado Federal.






Foto: Divulgação

Helder Ferreira de Mendonça

Professor titular do Departamento de Economia na Univ. Federal Fluminense, pesquisador 1A do CNPq, editor associado da EconomiA e guest editor na International Review of Economics and Finance. Foi secretário executivo adjunto da ANPEC. Possui 130 artigos publicados em periódicos nacionais e internacionais renomados e é parecerista de mais de 25 revistas científicas. Foi agraciado com dezenas de premiações e distinções em economia, como, por exemplo, o Central Bank Award Rodrigo Gómez em 2023, seis vezes o Prêmio Tesouro Nacional e cinco vezes o Prêmio Brasil de Economia. É classificado como um dos principais autores brasileiros em produção científica de Economia e Finanças sendo uma referência em estudos sobre bancos centrais, economia financeira e política fiscal.






Foto: Divulgação

Paulo Sérgio Fracalanza

Professor associado II e coordenador da Pós-Graduação do Instituto de Economia (IE) da Unicamp. Bacharel em Ciências Econômicas e em Ciências Sociais (Unicamp), com mestrado em Economia (USP) e doutorado em Ciência Econômica (Unicamp), com período sanduíche na Université Louis Pasteur, França. No IE (Unicamp), foi diretor (2015-19) e coordenador geral da Pós-Graduação (2011-15). Pesquisador do Núcleo de Economia Industrial e da Tecnologia e do Centro de Estudos de Relações Econômicas Internacionais. Leciona na graduação e pós-graduação em disciplinas de Teoria Econômica, com ênfase em Economia Industrial, Economia do Trabalho e Economia Política, atuando principalmente nas temáticas da Economia Política Contemporânea, Redução do Tempo de Trabalho, Economia da Inovação e Transições para a Sustentabilidade. Atualmente preside a Associação Nacional dos Cursos de Graduação em Economia (Ange).






Educação e Ensino


Foto: Divulgação

Dalila Andrade Oliveira

Professora emérita da Universidade Federal de Minas Gerais e faz parte da Diretoria de Cooperação Institucional, Internacional e Inovação do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (DCOI/CNPq). É pesquisadora PQ 1A do CNPq, pós-doutoramento no Instituto de Educação da Universidade de Londres (2014), na Universidade de Montréal, Canadá (2006) e na Universidade Estadual do Rio de Janeiro (2005). Doutora em Educação pela Universidade de São Paulo (1999), mestre em Educação (1992) e bacharel em Ciências Sociais (1986) pela UFMG. Professora visitante em diferentes instituições estrangeiras. Autora e coautora de vários livros, capítulos de livros e artigos em periódicos nacionais e estrangeiros, membro de comitê editorial de vários periódicos científicos no Brasil e no exterior. Coordenadora do Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia: Política Educacional e Trabalho Docente.






Foto: Divulgação

Fabiany de Cássia Tavares Silva

Bolsista de Produtividade em Pesquisa CNPq. Docente titular da Faculdade de Educação, da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul. Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e pós-doutora pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Realizou estágios nas Faculdades de Educação das Universidades de Coimbra (Portugal) e Granada (Espanha), é membro dos Grupos - Políticas e Organizações Educativas e Dinâmicas Educacionais (UC - PT) e Políticas Educativas y Reformas (UG, ES). É líder do Grupo de Estudos e Pesquisas do Observatório de Cultura Escolar. Pesquisadora e coordenadora de diferentes propostas de investigação e participa como pesquisadora convidada em pesquisas nacionais e internacionais. Suas pesquisas e produções estão voltadas às áreas de História da Educação, Currículo e Método Comparado. Coordena o Programa de Pós-graduação em Educação, Mestrado e Doutorado, da FAED, UFMS, pela terceira vez (2009-2010, 2011-2012 e 2020-2024). Editora do Periódico do PPGEdu- UFMS, membro de comissões editoriais de diferentes periódicos nacionais e internacionais. Atualmente é vice-presidente para a região Centro-Oeste da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação (ANPEd). Foi vice-coordenadora do Fórum Nacional de Coordenadores de Programas de Pós-Graduação em Educação (FORPRED), de 2011 a 2012.






Foto: Divulgação

Petronilha Beatriz Gonçalves e Silva

Professora emérita da Universidade Federal de São Carlos. Licenciada em Letras, mestre e doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Tem desenvolvido, publicado estudos e orientado pesquisas de mestrado e de doutorado na área da Educação das Relações Étnico-raciais. Foi conselheira da Câmara de Educação Superior do Conselho Nacional de Educação. Foi relatora do Parecer CNE/CP 3/2004 que trata de Educação das Relações Étnico-Raciais e do Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana.






Educação Física, Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional


Foto: Divulgação

Armele de Fátima Dornelas de Andrade

Professora titular da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), com graduação em Fisioterapia e mestrado em Fisiologia pela UFPE, doutorado em Pneumo-allergologie na Université d´Aix-Marseille III na França e pós-doutorado pela Universidade de British Columbia, no Canadá. Coordenadora do Laboratório de Fisioterapia e Fisiologia Cardiopulmonar da UFPE. Bolsista de produtividade Nível 1 do CNPq, assessora no Comitê Multidisciplinar de Saúde no CNPq e membro da Câmara de Saúde na FACEPE. Desempenhou atividades de gestão administrativa como diretora de Pesquisa da UFPE, coordenadora dos Cursos de Pós-Graduação na UFPE, coordenadora do PPG Fisioterapia/UFPE, presidente da Associação Brasileira de Pesquisa e Pós-Graduação em Fisioterapia, entre outros. É membro do corpo editorial, parecerista/revisor de periódicos nacionais e internacionais, além de ser consultora de diversas fundações de apoio à pesquisa.






Foto: Divulgação

Carmen Lucia Soares

Professora titular da Unicamp, doutora em Educação - Unicamp (1996), mestra em Educação: História e Filosofia da Educação- PUC - São Paulo (1990) e graduada em Educação Física- UFPR (1977). Realizou pós-doutorado na Université de Montpellier III, França e na PUC de São Paulo na área de História (2007). Foi professora visitante convidada da Université de Montpellier 2-França, do Institut Universitaire de Formations de Maîtres de Montpellier-França e da Universidad de la República - Uruguay. É bolsista produtividade do CNPq-CA-ED-História da Educação. Foi coordenadora de Área Ciências Humanas e Sociais - CHS III (Educação) FAPESP (2017-2022) e editora-adjunta da Revista Pró-Posições (2017 e 2023); integrou o Comitê Editorial da Resgate: Revista Interdisciplinar de Cultura (2016 e 2023).






Foto: Divulgação

Renata Carvallo

Possui graduação em Fonoaudiologia (1975), além de mestrado (1986) e doutorado (1992) em Distúrbios da Comunicação Humana (Fonoaudiologia) pela Universidade Federal de São Paulo. Atualmente é professora associada – livre-docente do Departamento de Fisioterapia, Fonoaudiologia e Terapia Ocupacional da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo - FMUSP. Tem publicado artigos em periódicos de indexação internacional e nacional, além de capítulos de livros e comunicações apresentadas em eventos científicos. É membro fundador da Academia Brasileira de Audiologia. Bolsista de Produtividade em Pesquisa CNPq desde 2004. Tem experiência na área de Fonoaudiologia, com ênfase em Audiologia, atuando principalmente nos seguintes temas: emissões otoacústicas e imitância acústica.






Enfermagem, Farmácia, Saúde Coletiva e Serviço Social


Foto: Divulgação

Bernardo Lessa Horta

Professor associado do Programa de Pós-Graduação em Epidemiologia – UFPel, doutor em Epidemiologia pela McGill University. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq (nível A), coordenador da Área de Saúde Coletiva – CAPES e membro do Comitê Assessor em Saúde Coletiva e Nutrição – CNPq. Suas pesquisas incluem a epidemiologia do ciclo vital, com ênfase nas consequências a curto e longo prazo do estado nutricional e alimentação nos primeiros anos de vida. Apresenta 461 publicações em periódicos indexados, com índice H (Web of Science) de 62. Em 2020, recebeu o Prêmio Pesquisador Gaúcho – Ciências da Saúde.






Foto: Divulgação

Lorita Pagliuca

Enfermeira pela Faculdade de Enfermagem São José; mestre e doutora em Enfermagem pela USP. Foi professora da Escola Paulista de Enfermagem, professora titular e emérita da UFC (aposentada); professora e vice-reitora da UNILAB; consultora da CAPES, chefe do Departamento de Enfermagem; coordenadora do Programa de Pós-Graduação, Ensino de Pós-Graduação. Coordenadora do CA-EN do CNPq. Titulou 29 mestres, 26 doutores, 5 pós-doutorados, 32 especializações, 58 TCCs e 66 iniciações científicas. Sua produção científica tem foco nas políticas da saúde de pessoas com deficiência. Formar recursos humanos e produzir ciência e tecnologias foi o eixo condutor de sua atuação profissional. Participar como avaliadora do Prêmio Jabuti foi mais uma oportunidade para aproximação com a literatura sobre saúde e cuidado.






Foto: Divulgação

Maria Soares Mendes Giannini

Professora titular da UNESP e pesquisadora 1A do CNPq. Foi coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Biociências e Biotecnologia Aplicadas à Farmácia da Faculdade de Ciências Farmacêuticas. Foi pró-reitora de Pesquisa da Unesp em duas gestões (2009-2017) e membro do Conselho Superior da FAPESP. Foi coordenadora do segmento das estaduais do Fórum dos Pró-Reitores de Pesquisa e Pós-Graduação FOPROP - 2012-13 e da Região Sudeste - 2013-14 e vice-presidente do FOPROP nos períodos 2015-2016. Foi coordenadora do grupo Impacto Social dos Programas de Pós-Graduação da CAPES-2016. Vice-presidente da Sociedade Brasileira de Micologia (2000- 02) e de Microbiologia (2006-09). Atualmente é membro da Coordenação de área da Saúde da FAPESP e coordena os programas CEPID-FAPESP. Tem experiência na área de Farmácia, com ênfase em Micologia e Biologia Celular. Coordenou projetos FAPESP, CNPq e Finep e atualmente coordena projetos de pesquisa financiados pela FAPESP e CNPq.






Engenharias


Foto: Divulgação

Carlos Henrique Costa Ribeiro

Professor titular do ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica), onde trabalha desde 1998. Tem doutorado na área de Aprendizado de Máquina pelo Imperial College – Universidade de Londres, mestrado na área de Redes Neurais Artificiais pela COPPE/UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro, e graduação em Engenharia de Comunicações pelo IME – Instituto Militar de Engenharia. Chefia a Divisão de Ciência da Computação do ITA, onde já ocupou, entre vários outros, os cargos de vice-reitor e pró-reitor de Graduação. Foi avaliador de cursos e institucional do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior, coordenador da Comissão Especial de Redes Neurais da SBC – Sociedade Brasileira de Computação, e membro da diretoria da SBA – Sociedade Brasileira de Automática.






Foto: Divulgação

Diana Cristina Silva de Azevedo

Possui graduação, mestrado e doutorado em Engenharia Química. É professora titular da Universidade Federal do Ceará e foi professora visitante ad honorem (2012-2014) da Universidad Nacional de San Luis, na Argentina. Ocupa atualmente o cargo de vice-reitora e pró-reitora de Relações Interinstitucionais da Universidade Federal do Ceará (2023-2027). É pesquisadora PQ-1A do CNPq, com experiência em Adsorção e Processos de Separação, Armazenamento e Purificação. Pertenceu ao Comitê de Assessoramento em Engenharia Química do CNPq e foi coordenadora adjunta da área de Engenharias 2 na CAPES. É membro titular da Academia Cearense de Ciências (ACECI), da Academia Nacional de Engenharia (ANE) e Fellow da Sociedade Internacional de Adsorção (IAS).






Foto: Divulgação

Eduardo Zancul

Professor Associado da Escola Politécnica (POLI) da Universidade de São Paulo (USP). Criou e coordena laboratórios voltados ao ensino de engenharia nas áreas de projeto do produto e manufatura avançada. Atualmente é bolsista de Produtividade em Desenvolvimento Tecnológico e Extensão Inovadora (DT) do CNPq (Nível 2) e coordenador na área de Pesquisa para Inovação da FAPESP. Foi pesquisador visitante na RWTH Aachen University (2022-2023), visiting professor no Trinity College Dublin (2016) e visiting scholar da Graduate School of Education da Stanford University (2015), além de pesquisador assistente da RWTH Aachen University (2005-2007). Engenheiro Mecânico (1997), mestre (2000) e doutor (2009) em Engenharia de Produção pela Escola de Engenharia de São Carlos da USP.






Filosofia


Foto: Divulgação

Danilo Marcondes de Souza Filho

Possui graduação em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1975), mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1977) e doutorado em Filosofia – University of St Andrews (1980). Em 2008 foi directeur d´études associé na Maison des Sciences de l’Homme (Paris, França), em 2009 foi visiting researcher na Brown University, Providence, RI, EUA e em 2011 (janeiro-fevereiro) professeur invité na Université de Paris-X. Atualmente é professor associado da Universidade Federal Fluminense (tempo parcial) e professor titular da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Foi presidente da North American Association for the History of the Languages Sciences de 2010-2012. Atua principalmente nos seguintes temas: Filosofia da Linguagem (Pragmática e Análise do Discurso), História do Ceticismo na Filosofia Moderna, Ética Aplicada. Coordenador de área de Filosofia/Teologia na CAPES (2011-2014). Coordena o projeto interdisciplinar Ética e Realidade Atual com financiamento da Finep/FAPERJ/CNPq (www.era.org.br).






Foto: Divulgação

Fátima Regina Rodrigues Évora

Professora livre-docente do Departamento de Filosofia, IFCH-Unicamp. Dedica-se à pesquisa em História da Filosofia e História da Filosofia da Natureza com especial atenção ao pensamento de Aristóteles e sua recepção na Antiguidade Tardia até o início da Modernidade. Graduada em Física pela USP (1980), mestre em Filosofia pela Unicamp (1987), doutora em Filosofia pela USP (1996) e livre-docente em Filosofia pela Unicamp (2011). Fez estágio de pesquisa no Centre de Recherche sur la Pensée Antique "Bibliothèque Léon Robin" (Université de Paris IV et CNRS) (2004, 2008 e 2010) na Princeton University - EUA (2011 e 2014) e Universidade do Porto (2018, 2020, 2022, 2023). Esteve como visiting scholar no Department of Philosophy of Princeton University (2016). É bolsista de Produtividade de Pesquisa do CNPq com o projeto “A recepção latina da controvérsia entre Filopono e Simplicio acerca da relação entre natureza e movimento”.






Foto: Divulgação

Sílvia Altmann

Professora titular do Departamento de Filosofia da UFRGS, onde atua desde 1997, especialmente em disciplinas na área de Filosofia Moderna e Lógica e é professora do Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFRGS desde 2004. Fez na UFRGS mestrado sobre o Tractatus de Wittgenstein e doutorado sobre a noção de existência na Crítica da Razão Pura de Kant, com estágio em Paris-Sorbonne Paris IV de 1999 a 2000. Realizou estágio pós-doutoral de curta duração CAPES-DAAD na LMU em Munique em 2015 e estágio de um ano como pesquisadora visitante CNPq na UC-Berkeley em 2016. É presidente da Sociedade Kant Brasileira e pesquisadora do CNPq, com pesquisa e publicações em especial sobre a filosofia teórica de Kant.






Geografia e Geociências


Foto: Divulgação

Maria Encarnação Beltrão Spósito

Possui graduação e mestrado em Geografia pela Universidade Estadual Paulista (Unesp de Presidente Prudente e Rio Claro), doutorado em Geografia (Geografia Humana) pela Universidade de São Paulo e pós-doutorado na Université de Paris I - Sorbonne. É professora titular da Unesp, membro do Grupo de Pesquisa Produção do Espaço e Redefinições Regionais (GAsPERR) e da Rede de Pesquisadores sobre Cidades Médias (ReCiMe). Coordena o projeto temático intitulado "Fragmentação socioespacial e urbanização brasileira: escalas, vetores, ritmo, formas e conteúdos" (FragUrb), financiado pela FAPESP. Realizou estágios de pesquisa nas Universidades de Lleida, Coimbra e Paris-Cité. Foi presidente da Comissão Permanente de Avaliação (CPA) da Unesp e membro do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo (Condephaat). É membro da Academia Real de Ciências de Lisboa. Em 2022 recebeu o 1o. Prêmio Mulheres Pesquisadoras da Unesp - Ciências Humanas Sênior, Universidade Estadual Paulista – Unesp, e em 2015, o II Prêmio Ana Clara Torres Ribeiro de Livros, Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Planejamento Urbano e Regional.






Foto: Divulgação

Nils Edvin Asp Neto

Professor titular da UFPA onde atua desde 2005, sendo oceanólogo graduado pela FURG em 1996 com habilitação em Gerenciamento Ambiental, com mestrado em Geologia Marinha (UFRGS – PPGGeo, 1999), doutorado em Geologia Costeira (Universidade de Kiel/Alemanha 2004) e pós-doutorados em Geomorfologia Costeira (UNIVALI & WHOI/EUA, 2006) e Oceanografia (UW/EUA, 2018). É bolsista de Produtividade 1D em Pesquisa do CNPq, tendo publicado mais de 60 artigos e capítulos de livros, em sua ampla maioria em veículos internacionais de elevado impacto. Participa como professor permanente dos Programas de Pós-Graduação em Biologia Ambiental (PPBA), Geologia e Geoquímica (PPGG) e Oceanografia (PPGOC), tendo orientado dezenas de pós-graduandos. Nos últimos anos suas pesquisas se concentram especialmente na zona costeira e margem continental da Amazônia.






Foto: Divulgação

Olívia Maria Cordeiro de Oliveira

Geóloga, graduada e mestre pela Univ. Federal da Bahia (UFBA) e doutora pela Univ. Federal Fluminense (UFF). Atualmente é professora titular e coordenadora de Pesquisa da Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação (PRPPG)/UFBA. Atuou como diretora do Instituto de Geociências/UFBA em dois mandatos consecutivos - entre 2014 a 2022. Bolsista de Produtividade e líder dos Grupos de Pesquisas/CNPq: "Petróleo e Desenvolvimento Sustentável" e “Investigação Forense Multidisciplinar”. Coordenadora de Projetos de Pesquisa e autora de inúmeros artigos científicos; avaliadora institucional do INEP/MEC e para Geologia no MERCOSUL. Agraciada com o Título Honorífico de "Amiga da Marinha". Sua contribuição na investigação/identificação da origem geoquímica de petróleo no litoral brasileiro em eventos críticos de 2019 e 2022-23, foi crucial para tomada de decisões por parte do IBAMA, Polícia Federal e Marinha do Brasil. Sua carreira combina pesquisa de ponta, liderança administrativa e feminina.






História e Arqueologia


Foto: Divulgação

Arkley Marques Bandeira

Historiador e arqueólogo. Bolsista de Produtividade em Pesquisa 2 do CNPq. Possui graduação em Licenciatura em História pela Universidade Estadual do Maranhão (2003), especialização em Educação Ambiental (2005), mestrado em Arqueologia pela Universidade de São Paulo (2008) e doutorado em Arqueologia pela Universidade de São Paulo (2013). Atualmente, é docente do Ensino Superior da Universidade Federal do Maranhão - Departamento de Oceanografia e Limnologia. Integra o Programa de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade PGCult – UFMA (mestrado e doutorado) e Desenvolvimento e Meio-Ambiente – PRODEMA - UFMA e doutorado em Rede PRODEMA como docente permanente. Coordena o Observatório Cultural do Maranhão - PGCult - UFMA e o Laboratório de Arqueologia e Estudos Culturais -LAEC - DEOLI - UFMA. Coordena o Curso de Licenciatura e História PARFOR – CAPES da UFMA. Tem experiência nas áreas de Arqueologia, História e Estudos Culturais, com ênfase nos seguintes temas: sambaquis, cerâmica pré-histórica, patrimônio cultural, e em políticas culturais e estudos culturais. É membro permanente da Sociedade de Arqueologia Brasileira, da Associação Brasileira de Arte Rupestre, e membro fundador da Casa da Memória do Instituto do Ecomuseu do Sítio do Físico, em São Luís - MA.






Foto: Divulgação

Hebe Maria da Costa Mattos Gomes de Castro

Professora titular na Universidade Federal de Juiz de Fora e na Universidade Federal Fluminense, pesquisadora 1 A do CNPq e coordenadora do Laboratório de História Oral e Imagem, rede de pesquisa (LABHOI/UFF/UFJF). Doutora em História pela UFF, com pós-doutorado na Sorbonne Paris IV e na University of Maryland, é autora de livros e artigos sobre história e memória da escravidão no Brasil, entre eles, “Ao Sul da História” (1987/2009), “Das Cores do Silêncio” (1995, 2013), “Les Couleurs du Silence” (2018), “André Rebouças. Cartas da África” (org. e posfácio, 2022), “André Rebouças: O engenheiro abolicionista: 1. Entre o Atlântico e a Mantiqueira” (org. e posfácio, 2024) e codiretora da série de documentários e plataformas digitais Passados Presentes (2012, 2016).






Foto: Divulgação

Neri de Barros Almeida

Graduada e doutora em História pela Universidade de São Paulo e livre-docente pela Universidade Estadual de Campinas. Realizou pesquisas de pós-doutorado nas universidades do Porto (Portugal) e Lyon (França) e no Centre Nationale de la Recherche Scientifique (CNRS/França). Atualmente é professora titular do Departamento de História do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da Universidade Estadual de Campinas (IFCH/Unicamp). É coordenadora do núcleo Unicamp do Laboratório de Estudos Medievais (LEME), Diretora do Centro de Estudos sobre Diversidade Antiga (CEDA/IFCH) e pesquisadora principal do Projeto Temático da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP), Uma História Conectada da Idade Média. Comunicação e Circulação a partir do Mediterrâneo.






Letras, Linguística e Estudos Literários


Foto: Divulgação

Fabio Durão

Professor titular do Departamento de Teoria Literária da Unicamp. Formou-se magna cum laude em Português/Inglês pela UFRJ, e obteve o mestrado em Teoria Literária pela Unicamp. Seu doutorado foi feito na Duke University, onde estudou com Frank Lentricchia e Fredric Jameson. É autor, entre outros, de “Teoría en fragmentos” (Fondo de Cultura Económica, 2024), “Ensinando Literatura” (com André Cechinel, Parábola, 2022), “Metodologia de pesquisa em literatura” (Parábola, 2020), “O que é crítica literária?” (Parábola, 2016) e “Modernism and Coherence” (Peter Lang, 2008). Publicou diversos artigos no Brasil e no exterior, em periódicos como Critique (Paris: Minuit), Cultural Critique, Luso-Brazilian Review, Parallax, The Brooklyn Rail e Wasafiri. De 2014 a 2016 foi presidente da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística (ANPOLL), e, de 2016 a 2019, membro do Comitê de Assessoramento (CA) da área de Letras do CNPq.






Foto: Divulgação

Luiz Carlos Schwindt

Professor titular do Departamento de Linguística, Filologia e Teoria Literária da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pesquisador de nível 1 do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Sua produção concentra-se, sobretudo, nos estudos de Fonologia e Morfologia, na perspectiva da gramática, da variação e da aprendizagem. Graduou-se em Letras pela Universidade La Salle, cursou especialização em Língua Portuguesa nas Faculdades Porto-Alegrenses de Educação, Ciências e Letras e mestrado e doutorado na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Atuou como pesquisador visitante, em nível de pós-doutorado, na Universitat Autònoma de Barcelona, na New York University e na Universidade Estadual de Campinas. É coordenador do Grupo de Pesquisa Círculo MorPhon e membro de diferentes associações e grupos de pesquisa em sua área no Brasil e no exterior.






Foto: Divulgação

Solange Yokozawa

Professora titular da UFG e coordenadora adjunta dos programas acadêmicos de Linguística e Literatura/CAPES. Doutorou-se na UFRGS, com pesquisa que resultou no livro “A memória lírica de Mario Quintana”. Desenvolveu estágios pós-doutorais na Universidade do Porto e na UFF, bem como na Universidade de Coimbra e na UERJ, sempre investigando as relações poéticas Brasil-Portugal a partir do poeta João Cabral de Melo Neto. Pesquisadora do CNPq, atualmente desenvolve o projeto individual “João Cabral e Lauro Escorel – correspondência”, e coordena a pesquisa interinstitucional “Geografias culturais ibero-americanas”. Entre suas publicações, destacam-se o livro “Inventário, obra de/sobre Heleno Godoy”, e as coletâneas coorganizadas “Estudos de literatura brasileira em Portugal”, “Poesia contemporânea e tradição: Brasil-Portugal”, e “Interlocuções poéticas Brasil/Portugal”.






Matemática, Probabilidade e Estatistíca


Foto: Divulgação

Carlile Lavor

Professor titular no Instituto de Matemática, Estatística e Computação Científica (IMECC) da Unicamp, desde 2015. Graduou-se em Matemática pela Unicamp em 1996, concluiu seu doutorado em Computação pela COPPE/UFRJ em 2001 e realizou pós-doutorado em Computação Quântica no LNCC, em 2003. Entre 2012 e 2013, foi chefe do Departamento de Matemática Aplicada do IMECC e, entre 2015 e 2016, atuou como diretor associado do IMECC. Internacionalmente reconhecido por sua pesquisa em Geometria de Proteínas e Geometria de Distâncias, é coautor de 3 livros publicados pela Springer e atuou como editor convidado para edições especiais de renomadas revistas científicas. Seu artigo na primeira edição de 2014 do periódico SIAM Review foi destaque de capa e premiado pela ACM Computing Reviews em 2015. No biênio 2018-2019, foi presidente da Sociedade Brasileira de Matemática Aplicada e Computacional (SBMAC) e, em 2021, foi agraciado com o Prêmio Elon Lages Lima. Em 2023, foi eleito para os conselhos da Sociedade Brasileira de Matemática (SBM) e da SBMAC.






Foto: Divulgação

Florencia Leonardi

Professora associada do Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo. Possui bacharelado em Ciências Matemáticas obtido na Universidade Nacional de Mar del Plata, Argentina, e doutorado em Bioinformática obtido na Universidade de São Paulo. Fez pós-doutorado no Instituto de Matemática e Estatística da Universidade de São Paulo entre 2007 e 2008 e foi cientista visitante do Instituto Federal Suíço de Tecnologia - ETHZ entre 2014 e 2015. Em 2013 recebeu o prêmio L'Oréal-UNESCO-Academia Brasileira de Ciências "Para mulheres na ciência", na área de Matemática. Atua na área geral de Probabilidade e Estatística, com ênfase nas linhas de pesquisa de Inferência para Processos Estocásticos, Bioestatística e Aprendizagem Estatística.






Foto: Divulgação

Hedibert Freitas Lopes

Professor de Estatística no INSPER desde 2013, onde também dirige o Núcleo de Ciências de Dados e Decisão. Entre 2021-2023, foi chefe do Departamento de Estatística da Arizona State University (ASU) e entre 2003-2013 foi professor de Econometria e Estatística na University of Chicago Booth School of Business. Obteve sua graduação e mestrado na UFRJ, onde também foi professor entre 1996-2003 e obteve seu doutorado na Duke University em 2000. Prof. Hedibert publicou mais de 80 artigos científicos em revistas internacionalmente renomadas, como JASA, Bayesian Analysis, JBES, JCGS, Journal of Econometrics e AER, entre outras. É coautor do livro "MCMC: Stochastic Simulation for Bayesian Inference", que atualmente possui metade das suas dez mil citações no Google Scholar. Finalmente, ele é o único brasileiro que é Fellow da International Society for Bayesian Analysis (ISBA).






Medicina


Foto: Divulgação

Eliana Martorano Amaral

Médica, professora titular de Obstetrícia, coordenadora do Núcleo de Avaliação e Pesquisa para Educação na Saúde (NAPES) da Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Presidente da Câmara de Educação Superior do Conselho Estadual de Educação de São Paulo, do Global Advisory Committee do National Board of Medical Examiners – NBME/USA e vice-presidente da Comissão Especializada de Pré-Natal da Federação Brasileira das Sociedades de Ginecologia e Obstetrícia (Febrasgo). Membro da Academia Paulista de Educação. Atua como facilitadora internacional do Faimer Institute – Philadelphia/USA e compõe o Research Project Review Panel – RP2 da Organização Mundial da Saúde. Foi pró-reitora de Graduação da Unicamp (2017-2021), assessora desta Pró-Reitoria (2013-2014) e codiretora do Instituto Regional de Desenvolvimento Docente para as Profissões da Saúde Faimer-Brasil (2007-2017). Foi membro fundadora do Comitê de Desenvolvimento Docente da Association for Medical Education in Europe (AMEE). Recebeu prêmios e condecorações pela sua contribuição na formação de profissionais da saúde e como especialista em Obstetrícia. Apreciadora de arte e cultura.






Foto: Divulgação

Lydia Ferreira

Presidente electo FILACP 2024, foi presidente do SBCP 2022-3. É professora emérita e titular da Unifesp, professora titular de Cirurgia Plástica da Unifesp desde 1996. Realizou seu pós-doutorado na University of San Francisco EUA e é pesquisadora do CNPq 1A 1994 até o presente. Coordenadora CA Medicina CNPq 2012-14 e membro CA 2016-25, coordenador Medicina III CAPES (2011-18), foi chefe do departamento de Cirurgia Unifesp e criou a Unidade Queimados Unifesp 2009 e a 1ª Residência Médica em Queimaduras da América Latina em 2014. Além disso, criou o mestrado profissional em Ciência, Tecnologia e Gestão em Regeneração Tecidual na Unifesp em 2014 e foi presidente da Fundação Apoio Unifesp. Publicou 880 artigos, 20 patentes e 36 livros. Orientou 121 mestres, 62 doutores, 17 pós-doutores, mais de 250 residentes e mais de 70 iniciações científicas. Recebeu 193 prêmios: 172 nacionais e 21 internacionais.






Foto: Divulgação

Sandhi Maria Barreto

Graduada em Medicina (1981) pela UFMG, mestre (1989) e PhD (1995) em Epidemiologia pela London School of Hygiene Tropical Medicine, Inglaterra, e pós-doutorado em Saúde Pública (2003) no Department of Chronic Diseases & Health Promotion, World Health Organization, Genebra. Professora titular em Epidemiologia da Faculdade de Medicina da UFMG, onde orientou mais de 100 mestres e doutores. Bolsista 1A de Produtividade em Pesquisa do CNPq e "Pesquisadora Mineira" da FAPEMIG. Coordenou a Vigilância de Doenças Crônicas Não Transmissíveis (DCNT) da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde entre 2003 e 2005. Integrou o Grupo Técnico Assessor em DCNT da Secretaria de Vigilância em Saúde, Ministério da Saúde (2005-2016) e coordenou o Comitê Assessor em Saúde Coletiva do CNPq (2009-2011). Lidera o Grupo de Pesquisa em Epidemiologia de Doenças Crônica da UFMG (GERMINAL). Tem mais de 390 artigos em revistas de impacto nacional e internacional. Coordena o Estudo Longitudinal de Saúde do Adulto (ELSA Brasil) em Minas Gerais. Foi editora-associada do Journal of Epidemiology & Community Health (JECH/BMJ) no período 2008 a 2013 e da Revista de Saúde Pública (2016-2021). Atualmente, é editora-asssociada do HEART - Journal of the American Heart Association.






Medicina Veterinária, Zootecnia e Recursos Pesqueiros


Foto: Divulgação

Joao Carlos Pereira da Silva

Professor titular aposentado da UFV. Mestre e doutor em Patologia Veterinária. Atuou por 46 anos como docente da UFV, tendo orientado estudantes de graduação e pós-graduação. Participou de vários concursos públicos e bancas de mestrado e doutorado. Publicou dezenas de artigos científicos em periódicos nacionais e estrangeiros. Exerceu diversos cargos e funções na UFV, dentre eles: chefe do Departamento de Veterinária; diretor do Centro de Ciências Biológicas e da Saúde; pró-reitor de Graduação e assessor especial da Reitoria. Exerceu várias funções e participou de várias comissões no âmbito do MEC e do INEP, como: Comissão do Provão; Comissão do ENADE; Comissão de Especialista de Ensino da SESu; Comissão de Análise de PDI–MEC; presidente da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (CONAES); Câmara Técnica de Acompanhamento da Avaliação (CTAA-INEP). Prof. João Carlos participou de Comissões do Sistema CRMV/CFMV, incluindo: Comissão Nacional de Ensino do CFMV; Comissão Estadual de Ensino do CRMV-MG; conselheiro efetivo do CRMV-MG. Recebeu várias distinções acadêmicas e profissionais, dentre elas: professor homenageado por turmas de Medicina Veterinária da UFV; Medalha de Honra ao Mérito pelo Conselho Universitário da UFV; médico veterinário homenageado pelo CRMV-MG, no ano de 2006.






Foto: Divulgação

Ronaldo Cavalli

Graduado em Agronomia pela UFRGS, Porto Alegre, RS (1987), mestre em Recursos Naturais Renováveis pela Mie University, Japão (1990), e doutor em Ciências Biológicas Aplicadas pela Ghent University, Bélgica (2000). É professor titular do Instituto de Oceanografia da Universidade Federal do Rio Grande – FURG, Rio Grande, RS, onde atua nos cursos de graduação em Biologia e Oceanologia, e no Programa de Pós-Graduação em Aquicultura. Orientou 34 trabalhos de conclusão de curso de graduação, 27 dissertações de mestrado e 12 teses de doutorado. É editor associado do Journal of the World Aquaculture Society, Fishes e Revista Brasileira de Zootecnia. Atual presidente da Sociedade Brasileira de Aquicultura e Biologia Aquática - AQUABIO. Bolsista de produtividade em pesquisa do CNPq desde 2001.






Foto: Divulgação

Ronaldo Lopes Oliveira

Possui graduação em Zootecnia pela UEM, mestrado e doutorado pela UFV. É professor titular da UFBA, com experiência em Avaliação de Alimentos para Ruminantes e Qualidade da Carne. Premiado como Zootecnista do Ano (2010) pela ABZ e Acadêmico do Ano (2020) pela SNPA. Foi presidente do Zootec2004, membro da Comissão Nacional de Ensino de Zootecnia, presidente da SBZ (2009/2011), membro do Comitê Assessor do CNPq (2016-2019) e coordenador na CAPES (2018-2021). Editor-chefe da Revista Brasileira de Saúde e Produção Animal (2007-2018), coordenador de Pós-Graduação da UFBA (2010-2018) e assessor adjunto para Assuntos Internacionais da UFBA (2018-2022). Membro da Academia de Ciências da Bahia, é atualmente pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFBA e coordena o INCT-Carne.






Odontologia


Foto: Divulgação

Carlos Estrela

Graduado em Odontologia (1983), especialista em Endodontia (1986/1987), mestre em Endodontia pela Universidade Federal de Pelotas-RS (1988/1989), doutor (1994) e livre-docente (1997) pela Universidade de São Paulo. É especialista (MBA) em Gestão de Pessoas pela USP-ESALQ (2021-2023). Professor titular de Endodontia da Universidade Federal de Goiás (1995-atual) e Visiting Professor no Albert Einstein Medical Center in Philadelphia (USA), The I.B. Bender Division of Endodontics (2024). É pesquisador Produtividade PQ-1A do CNPq (autor de 15 livros didáticos de Odontologia, sendo 2 traduzidos para o espanhol e 1 traduzido para o inglês; publicou 402 investigações científicas, 206 capítulos de livros em Odontologia, ministrou mais de 410 cursos de endodontia no Brasil e em diversos países da América Latina, e EUA; concluiu 10 orientações de pós-doutorado, 47 teses de doutorado; 57 dissertações de mestrado). Faz parte do conselho editorial, além de ser revisor de revistas científicas nacionais e internacionais. Professor e orientador do Programa de Pós-Graduação em Odontologia da Universidade Federal de Goiás (orientador de mestrado e doutorado); Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde (mestrado e doutorado) da Faculdade de Medicina da UFG. Coordenador do Comitê-Assessor da Odontologia do CNPq (2023-2025); coordena o Laboratório de Ciências Endodônticas da FO-UFG (diretório de pesquisa em Biologia Oral-CNPq).






Foto: Divulgação

Mario Fernando de Goes

Professor titular do Departamento de Odontologia Restauradora da Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP) Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Graduou-se em Odontologia pela FOP-Unicamp, onde tornou-se mestre em Biologia e Patologia Buco-Dental. Doutorou-se em Reabilitação Oral pela Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto, USP; pós-doutorado na Universidade do Texas, San Antonio, USA; e, foi professor visitante na Tokio Medical and Dental University, Japão e Medical College of Georgia - Augusta, USA. Professor no curso de Graduação e dos Programas de Pós-Graduação em Materiais Dentários e Estomatologia da FOP-Unicamp. Foi coordenador do Curso de Pós-Graduação em Materiais Dentários e Coordenador Geral dos Cursos de Pós-Graduação da FOP - Unicamp. Foi chefe do departamento de Odontologia Restauradora, diretor associado da FOP - Unicamp; e, assessor da Pró-Reitoria de Pesquisa da Unicamp; também foi presidente do Grupo Brasileiro de Materiais Dentários.






Foto: Divulgação

Sônia Groisman

Graduou-se em Odontologia pela Universidade Federal Fluminense (UFF), especialização em Periodontia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ); em Radiologia pela UFRJ; em Cariologia e Saúde Pública pela Universidade de Lund-Malmo - Suécia, doutorado em Odontologia Social pela UFF e pós-doutorado pela World American University e UERJ. Foi coordenadora de Saúde Oral do Município de Niterói, diretora da Faculdade de Odontologia da UFRJ, e coordenadora da especialização de Odontologia Coletiva e da Família. Coordenou os Projetos de Uso da Diplomacia para Promoção de Saúde e Promoção de Saúde do Trabalhador. Presidiu a Comissão de Políticas Públicas do Conselho Regional de odontologia-RJ e foi membro da Academia Brasileira de Odontologia e da Associação de Escritores de Odontologia. Ganhou o Prêmio Tony Volpi, de melhor pesquisadora em Promoção de Saúde em Áreas Carentes. Presidiu a Comissão de Políticas Públicas do Conselho Regional de Odontologia-RJ. Membro da Diretoria e da Associação Brasileira de Odontologia Preventiva. Diretora científica do Programa Pro – Odonto Prevenção da Associação Brasileira de Odontologia. Integra o Board da Alliance For Oral Health Across Borders, e é mentora do curso de Liderança Jovem em Odontologia. Integra a equipe de Saúde Oral da World Federation of Public Health Association e da Global Child Dental Fund. É professora pesquisadora sênior da Pós-Graduação em Biociências da UERJ.






Psicologia e Psicanálise


Foto: Divulgação

David Leo Levisky

Médico formado pela Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo (1969). Tem especializações nas áreas de psiquiatria, psiquiatria da infância e da adolescência pela Associação Médica Brasileira e pela Associação Brasileira de Psiquiatria. Analista da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo com especializações reconhecidas pela Associação Internacional de Psicanálise e Federação Brasileira de Psicanálise. Doutor em História Social ((USP, 2004). Foi psiquiatra da Infância e da Adolescência no Centro de Habilitação da APAE de São Paulo. Realizou estágio no Centro Alfred Binet, serviço do Prof. Sierge Lebovici e no Centre de Soins Intensifs. Assistente da Universidade de Paris V. Psiquiatra no Serviço de Psiquiatria da Infância e da Adolescência do Hospital do Servidor Público do Estado. Entre outras atribuições, foi ainda médico e diretor clínico do ambulatório do Serviço de Higiene Mental do Instituto da Criança da Faculdade de Medicina da USP; diretor clínico do ambulatório do Centro Israelita de Assistência ao Menor; editor da Revista Brasileira de Psicanálise e diretor da Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo.






Foto: Divulgação

Denise Ruschel Bandeira

Psicóloga, doutora em Psicologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, e foi professora visitante na Universidade de Yale, Estados Unidos. Professora titular do Instituto de Psicologia, Serviço Social, Saúde e Comunicação Humana junto ao Programa de Pós-Graduação em Psicologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Coordenadora do Grupo de Estudos, Aplicação e Pesquisa em Avaliação Psicológica e do Centro de Avaliação Psicológica da UFRGS. Bolsista Produtividade 1B do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Autora de 170 artigos científicos, 20 livros publicados ou organizados e 62 capítulos de livro. Orientadora de mais de 50 alunos de mestrado e doutorado.






Foto: Divulgação

Emmanuel Zagury Tourinho

É psicólogo (UFPA), mestre em Psicologia Social (PUC-SP) e doutor em Psicologia Experimental (USP). É professor titular da Universidade Federal do Pará (UFPA), vinculado ao Núcleo de Teoria e Pesquisa do Comportamento. Foi coordenador da Área de Psicologia na Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES/MEC), coordenador do Comitê Assessor da Área de Psicologia no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI) e presidente da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (ANDIFES). Atualmente, exerce as funções de reitor da UFPA e de presidente do Grupo de Cooperação Internacional de Universidades Brasileiras (GCUB). Integra o Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia, representando a ANDIFES.






Química e Materiais


Foto: Divulgação

Aldo Zarbin

Graduado (1990), mestre (1993) e doutor (1997) em Química pela Unicamp. Professor titular do Departamento de Química da Universidade Federal do Paraná (início em março/1998). Membro titular da Academia Brasileira de Ciências. Fellow da Royal Society of Chemistry. Comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico (2023). Duas vezes coordenador do Programa de Pós-Graduação em Química da UFPR. Foi secretário geral (2012-2014) e presidente (2016-2018) da Sociedade Brasileira de Química. Foi membro titular do CA-Química do CNPq (2018-2021) e é membro do Conselho Consultivo da SBPC (2021-2025), coordenador do INCT de Nanomateriais para a Vida, e membro titular (2023-2025) do Conselho Diretor do FNDCT. Pesquisador 1A do CNPq, formou cerca de 50 mestres e doutores, tem 200 artigos em periódicos internacionais e índice h = 45. Suas principais linhas de pesquisa estão relacionadas à síntese, caracterização, processamento e aplicação de nanomateriais.






Foto: Divulgação

Claudio Shyinti Kiminami

Cursou Engenharia de Materiais na UFSCar (1977), mestre em Engenharia Mecânica pela Unicamp (1979) e Doktor-Ing., RWTH - Aachen, Alemanha, 1986. Foi professor visitante na University of Florida, 1999. Professor da UFPB em Campina Grande, 1979 a 1989, professor titular do departamento de Engenharia de Materiais - UFSCar, 1990 a 2018 e professor sênior, DEMa-UFSCar desde 2018. Assumiu vários cargos administrativos na UFSCar, como o de pró-reitor de Pesquisa, 2008-2012. Autor de livro texto de disciplinas nos cursos de graduação em Engenharia de Materiais e de Produção na UFSCar – “Introdução a Processos de Fabricação de Produtos Metálicos”, Ed. Edgar Blucher Ltda, 2013. Pesquisador 1A do CNPq com mais de 30 projetos de pesquisa financiados pelo CNPq, CAPES, MCT/Finep e FAPESP. Formou 31 mestres e 20 doutores e publicou mais de três centenas de artigos em revistas indexadas.






Foto: Divulgação

Elina Bastos Caramao

Professora titular aposentada da Universidade Federal do Rio Grande do Sul e professora visitante da Universidade Federal de Sergipe. Graduada em Química pela UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul - 1977), mestre também pela UFRGS (1979) e doutora em Química pela Universidade de São Paulo (USP), Instituto de Química de São Carlos (IQSC-USP) em 1991. Pesquisadora 1A de Produtividade em Pesquisa do CNPq. Com experiência em Química Analítica, atuando principalmente na área de Cromatografia e Espectrometria de Massa, com expertise em métodos Bidimensionais (GC×GC/qMS, GC×GC/TOFMS), com aplicações nas áreas de Combustíveis, Biocombustíveis, Biomassa e Produtos Naturais. Lecionou e orientou trabalhos de pesquisa na Universidade Tiradentes, PPG em Biotecnologia Industrial, até início de 2024 e, desde então, atua como professora visitante na Universidade Federal de Sergipe, com participação nos PPGs da instituição, em áreas afetadas pela Química, especialmente Agronomia, Alimentos e Biotecnologia. Neste período foram orientadas e concluídas 36 teses de doutorado e 33 dissertações de mestrado. O número de citações de trabalhos na Web of Science é superior a 4500, com um total de 191 trabalhos publicados, 4 capítulos de livros e fator H igual a 37.






Prêmios Especiais

Divulgação Científica


Foto: Divulgação

Mariluce Moura

Jornalista, pesquisadora e escritora. Dedicada ao jornalismo de ciência desde 1988, desenvolveu em 1989 um novo projeto editorial para a Revista Brasileira de Tecnologia, do CNPq, e foi sua editora-chefe. A experiência foi uma das bases para criar, na Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, a revista Pesquisa FAPESP, da qual foi diretora, de 1999 a 2014, após um período como editora de tecnologia da Gazeta Mercantil e, em seguida, assessora de comunicação da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Desenvolvimento Econômico do Estado de São Paulo. Baiana de Salvador, nascida em 1950, é diretora-presidente do Instituto Ciência na Rua, ONG de pesquisa e jornalismo de ciência voltada ao público jovem, projeto iniciado em 2015, e é pesquisadora do INCT Combate à Fome (USP), em seu eixo temático de Comunicação-Difusão Científica e Ciência Cidadã. Atuou por duas décadas no jornalismo geral e econômico em grandes jornais e revistas brasileiros, entre eles o Jornal do Brasil, O Globo e Exame. É professora titular aposentada da UFBA, reintegrada em dezembro de 2015 pela Comissão da Anistia/Ministério da Justiça, 40 anos após ser demitida por perseguições políticas da ditadura de 1964-1985. É graduada em Jornalismo pela UFBA (1972), mestra (1987) e doutora (2006) em Comunicação pela UFRJ e tem um pós-doutoramento pelo Labjor-Unicamp (2019). Foi também presidente da Associação Brasileira de Jornalismo Científico (ABJC).






Foto: Divulgação

Sofia Nestrovski

Escritora, mestre em Letras pela USP, publicou, entre outros, "As vinte mil léguas de Charles Darwin: o caminho até a Origem das espécies" (Fósforo/ Edições Sesc), em coautoria com Leda Cartum. Juntas, as duas também fazem o "Vinte mil léguas" (Livraria Megafauna/ Instituto Serrapilheira), podcast que mistura ciência, história e literatura, e que se tornou um dos mais ouvidos no país em sua categoria. Em 2022, Sofia e Leda foram curadoras do módulo brasileiro na exposição itinerante "Darwin, o original" (Sesc-SP/ Universcience-Paris). De 2017 a 2019, Sofia manteve uma coluna semanal sobre palavras no jornal Nexo. Traduziu "Sobre aquilo em que eu mais penso: ensaios", de Anne Carson (ed. 34) e "Kwaidan", de Lafcadio Hearn (Fósforo), entre outros.






Foto: Divulgação

Yurij Castelfranchi

Físico (Univ. de Roma 1, "La Sapienza"), mestre em Comunicação da Ciência (International School for Advanced Studies- SISSA-ISAS), doutor em Sociologia da Ciência (Unicamp). É professor associado de Sociologia na UFMG, onde coordena o Observatório InCiTe (Inovação, Cidadania, Tecnociência) e o Curso de Especialização em Comunicação Pública da Ciência, "Amerek". Escreveu seis livros de divulgação científica, trabalhou como repórter e colunista de ciência e roteirista de documentários televisivos. Estuda as relações entre ciência e democracia, em particular na divulgação científica e na percepção pública da C&T. É pesquisador do Instituto Nacional para a Comunicação Pública da Ciência (INCT-CPCT).






Ilustração


Foto: Divulgação

Carolina Frandsen Pereira da Costa

Clorofreela é seu nome artístico. Ilustradora e designer visual brasileira que atua na interface entre arte e ciências. Ela desenvolve ilustrações, infográficos e figuras para publicações literárias e científicas. É doutora em Biologia Tecidual pela Unicamp e graduada em Ciências Biológicas pela Unesp de São José do Rio Preto e pesquisadora no Grupo de Pesquisa em Cultura, Educação e Divulgação Científicas da Unicamp (CEDICiências). Sua obra foi publicada em artigos científicos, livros didáticos, literários e publicações eletrônicas. Foi premiada pelo conjunto de Obras de Artes Visuais pela Secretaria Municipal de Cultura de Valinhos, SP e criou ilustrações científicas para a exposição S2 Coração, pulso da vida, no Museu do Amanhã, RJ.






Foto: Divulgação

Marcelo Soares da Silva

Um dos pioneiros do jornalismo de dados no Brasil, e atualmente, dirige o estúdio de inteligência de dados Lagom Data. É mestre titulado pelo Labjor/Unicamp. Anteriormente, foi editor de Audiência e Dados da Folha de S.Paulo, correspondente especial do Los Angeles Times, colunista da MTV Brasil e o primeiro gerente da Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo. Trabalhos de que participou ganharam os prêmios Esso, Petrobras, Synapsis e, em projetos com o Consórcio Internacional de Jornalistas Investigativos (ICIJ), diversos prêmios internacionais.






Foto: Divulgação

Marcos Antonio dos Santos Silva Ferraz

Professor, Doctor Rerum Naturae, possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade de Brasília, mestrado em Biologia Molecular também pela Universidade de Brasília e doutorado na área de Imunologia Molecular pela Universität Stuttgart. É professor titular da Universidade de Brasília. Na UnB criou e coordena o Núcleo de Ilustração Científica do Instituto de Ciências Biológicas, desde 1999. Atualmente é coordenador do Programa de Mestrado Profissional em Ensino de Biologia em Rede Nacional (PROFBIO). Em 2001 foi premiado pelo Margaret Mee Amazon Trust com uma bolsa de especialização em Ilustração Botânica no Royal Botanical Gardens, Kew, Londres. Tem experiência na área de Biologia Molecular e Zoologia, com ênfase em Coleópteros. Atualmente, concentra sua atuação nas áreas de: Ilustração Científica (Zoologia e Botânica), bem como a Comunicação e Divulgação Científica.